Home Subscribe Twitter Parcerias TOC Entre na comunidade! Mande um email para nós!

Web Page Hit Counter

11 de mar de 2008

O Caos. 1ª Parte

1 No princípio era o nada.

Então veio o Caos.

Depois disso, muitas coisas já aconteceram, mas o Caos continua por aí. Firme e forte.

Minha teoria: a vida é Caos.

Prova maior disso é a vida humana. Não estou falando da Vida na Terra. Ou da existência da humanidade como um todo. Não. Estou falando da vida de um homem. Qualquer homem. Ou mulher, tanto faz.

Vamos exemplificar a teoria.

Pense em um ser humano.

Não, não a sua vizinha gostosinha ou o filho do dono da padaria.

Um ser humano hipotético. Que ainda não nasceu. Sem querer entrar na discussão de quando a vida começa - seja na concepção, no nascim2ento, no surgimento do córtex cerebral - imagine uma vida se formando. Tente se imaginar lá, ao lado desse ser que ainda não conhece o mundo. Pense na enormidade de sensações esquisitas, no chacoalhar em meio ao líquido amniótico, nos sons exteriores amplificados, no eterno batimento cardíaco da mãe que reverbera nos ouvidos desse ser. Imagine-se lá, em seu lugar. É quase como uma Rave muito ruim da qual você não pode sair. É um ambiente - um mundo - no qual você não controla nada, está sujeito a variáveis imprevisíveis e não sabe o que está fazendo ali, nem o que vai acontecer daí em diante. Ou seja, é o mais absoluto Caos.

Na Wikipédia:

A Teoria do Caos para a física e a matemática é a hipótese que explica o funcionamento de sistemas complexos e dinâmicos. Em sistemas dinâmicos complexos, determinados resultados podem ser "instáveis" no que diz respeito à evolução temporal como função de seus parâmetros e variáveis. Isso significa que certos resultados determinados são causados pela ação e a interação de elementos de forma praticamente aleatória.

Já na vida humana, o caos se desenrola de maneira extremamente previsível (epa!, agora eu me contradisse). Vamos explicar melhor. O Caos por si é a imprevisibilidade total. Mas ele é extremamente previsível uma vez que nós sempre sabemos que ele irá se manifestar.

Daremos um pulo no tempo e vejamos aquele ser já crescido, em sua vida escolar. Imagine-se sendo tragado 3 de seu pequeno mundinho aconchegante e conhecido, para dentro de um redemoinho de novas experiências sociais. Novas relações, novos amigos - os primeiros inimigos - novas figuras autoritárias. De repente você é obrigado a aprender, escrever, ler, comportar-se. Você não pediu por nada disso e com certeza pode até ser algo interessante, divertido, novo, mas ainda assim, cada dia é uma nova experiência com resultados inesperados e apavorantes - principalmente na fase infantil, pré puberdade, da criança.

A maioria de nós não tem muitas lembranças dessa fase, a não ser talvez de um presente que ganhamos, um parente próximo que morreu, uma nova escola ou vizinhança para a qual 4nos mudamos - outros fatos marcantes também poderiam ser ditos, mas o que importa é que lembramos de pouca coisa. Você acha que é porque vivenciamos muita coisa ao longo dos anos e acabamos por deixar as mais longínquas caírem no esquecimento? Não. O responsável por isso é o caos. Ele faz com que você esqueça as experiências que já viveu para que possa surpreendê-lo novamente na próxima esquina.

________________________

Não perca a próxima parte de O Caos.

...

1 Sacaneadas:

.Sem Querer Saiu. disse...

me chama pra conversar sobre isso depois dumas 3 capirinhas e tenho certeza que o assunto vira comédia.
Brincadeiras a parte, gostei do texto e não vou manifestar opinião, aguardo a continuação!
=)
Emily

Postar um comentário

Tá a fim de dar uma sacaneada na gente?
Vai em frente... pode falar o que quiser!

Só pedimos pra pegar leve nos xingamentos
=)
Abraços